n PABS: Star Trek x Star Wars – Oh, “noes”!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Star Trek x Star Wars – Oh, “noes”!



     "Eu não podia deixar de comentar do grande “auê” que ocorreu no final do ano passado, quando William Shatner e Carrie Fisher resolveram debater sobre as franquias para o qual trabalharam, ou melhor, cada um defender “a sua” afirmando que esta era melhor que a outra.

     Tudo começa com Shatner falando que Star Trek é, sem dúvida, melhor que Star Wars. Carrie Fisher decide responder. E assim começou uma troca de ironias e infâmias entre as duas personalidades.

     Houve momentos hilários nesse bate-boca, sem dúvida. “(…) Eles têm a palavra “Star” no título e é sobre uma viagem espacial, certo? Mas para onde eles vão? Até hoje não sei.”, Carrie Fisher disse. Shatner desafia Fisher a fazerem uma cena romântica entre Kirk e Leia ao pôr do sol. Fisher responde que em Star Trek não havia sol porque eles não tinham orçamento para isso. Ela disse também que os ‘coques’ do penteado da Princesa Leia são mais bonitos que as orelhas de Spock. Nimoy até chegou a responder em seu twitter que isso não era verdade, uma vez que os cabelos “não podiam ouvir”. E, então, entra George Takei com seu discurso apaziguador. Takei foi o único ator de Star Trek a trabalhar também em Star Wars, pois chegou a dublar um personagem para a série animada Clone Wars. Ele convoca os fãs das duas franquias para deixarem de lado essa briga e criar a “Star Alliance” (Aliança Estelar) contra um mal maior: a saga “Crepúsculo”.

     De onde veio essa necessidade de debaterem o assunto anos depois? O que pretendiam essas duas celebridades?

     Só posso concluir que foi jogada de marketing, embora Carrie Fisher trabalhe menos ‘na frente’ das câmeras atualmente (com 56 anos ela trabalha mais como roteirista e diretora do que atriz). E Shatner está ‘sempre por aí’ em seriados, recentemente protagonizando a série “Shit my Dad says”. Só pode ser pra chamar a atenção. E alimentar uma rivalidade bobona que os próprios fãs mais ‘centrados’ procuram apaziguar.

     Como fã das duas franquias é extremamente incômodo ouvir alguém “depreciando” uma delas. Aliás, qualquer fã não gosta de ouvir alguém depreciar algo que goste.

     No caso de ST (Star Trek) e SW (Star Wars), cada uma tem sua peculiaridade e é especial no seu modo.

     Star Trek veio primeiro, desbravando a fronteira da ficção na televisão, indo aonde nenhuma outra série jamais esteve na época. Principalmente considerando o orçamento ridículo que Gene Rodenberry tinha para realizar cada episódio. Ninguém acreditava que “aquilo” iria emplacar e, para a surpresa de todos, emplacou. Não foram anos fáceis.

     Os fãs de Star Wars podem bater o pé, rolarem e espernearem, mas George Lucas afirmou uma vez que “uma de suas” fontes de inspiração foi Star Trek. Ele não disse “o que” o inspirou, mas é óbvio que o que vem primeiro acaba se tornando uma referência. Seja para fazer algo melhor ou não repetir o que deu errado, inspiração para personagens (ou só eu acho que o Gorn é antepassado do Bossk?), a importância de Star Trek não pode ser descartada. Foi e é influência para muita coisa que aparece hoje em dia.

Gorn e Bossk: parentesco, talvez?

     Dizer que a série é tosca e cheia de coisas bizarras é ‘esquecer’ de colocá-la dentro do período em que foi feita. Ah, sim, era um pouco tosco pra época já, mas não havia muita coisa melhor do que aquilo. Havia todo um contexto político-social nos Estados Unidos e a série sofreu muito para conseguir “aparecer como realmente era”. Havia pressão da censura entre outras coisas as quais Gene Rodenberry enfrentou de cabeça erguida e teve apoio de parte do elenco. Ela tem seu mérito, senhora Carrie Fischer, Star Trek, a série original é um marco na história da televisão e deu início a uma saga que gerou sequências mais e mais interessantes e cativa fãs até hoje. A senhora por acaso sabia que os primeiros modelos de celular “Star Tak” tinham esse nome porque foram inspirados no comunicador de Star Trek, mas, obviamente, não podiam ter esse nome? E que foi ali que ocorreu o primeiro beijo interracial na televisão americana, protagonizado obviamente por Kirk e Uhura. UAU, eles se beijaram! E daí? Hoje em dia, nada. Mas naquela época foi uma grande ousadia um beijo entre um ‘ator branco’ e uma ‘atriz afrodescendente’. E nem é especificamente visível. No momento do beijo, Kirk (Shatner) vira-se de costas para as câmeras escondendo o rosto de Uhura (Nichelle Nichols). E tem gente que ainda ‘discute’ a validade do beijo, faz favor, não? Se foi considerado o primeiro beijo interracial, aconteceu e pronto!

Opa.. beijo errado!

     Mas, senhor William Shatner, o senhor também não tem o direito de dizer que Star Trek é melhor que Star Wars, só porque foi o galã protagonista da série, tendo também acrescentado e retirado falas no roteiro e opinado durante os episódios.

     Sua participação no filme “Fanboys” também foi muito bem vista. Como o senhor me sai com uma dessas, pelas orelhas de Spock? Só para tumultuar mesmo, não é? Os efeitos especiais que o senhor criticou, foram inovadores.  O orçamento que George Lucas tinha para o primeiro filme foi muito baixo e eles também fizeram “milagres” para concretizar o que queriam. É notória e sabida sua amizade com George Lucas.

     E falando em “amizades”, quase que o senhor cria um papelão logo no primeiro ano da série. Nichelle Nichols (Tenente Nyota Uhura) só não deixou o elenco porque o sr. Martin Luther King falou pessoalmente a ela da importância de um “modelo” afrodescentende para crianças e adultos numa série de televisão e ela se sentiu inspirada a continuar apesar da “pequena importância” de seu personagem (além daquela ÚNICA fala que ela tinha em um episódio e o senhor retirou dizendo ser desnecessária). E, infelizmente, embora digam que o tempo cura as mágoas, James Doohan (Eng. Chefe Montgomery Scott) faleceu sem nunca mais lhe dirigir a palavra. “O senhor é um fanfarrão”, como diria o Capitão Nascimento.

     Star Wars tem seus méritos. Um orçamento igualmente baixo, conforme mencionei, que exigiram criatividade e muito trabalho da equipe para que algumas das cenas de efeitos ali fossem concretizados. Sim, eram batalhas com laser e no espaço. Espaçonaves se confrontando, aquela disputa que fazia todos prenderem a respiração. E um vilão de dois metros e dez tão marcante que é lembrado até hoje por qualquer pessoa. Todo mundo sabe quem é Darth Vader, ele se tornou um ícone popular. As pessoas podem não saber a que filme ele pertence, mas conhecem a imagem.

     Fãs radicais existem em todos os assuntos e sempre vão defender com unhas, dentes, sabres e phasers seus pontos de vista. Vão debater horas a fio porque uma nave da Federação poderia enfrentar (ou não) um Star Destroyer, se o Capitão Picard é melhor que o Capitão Han Solo, entre outras minúcias que só os mais obcecados ficam procurando para “provar que a sua saga é melhor”.

     Aqui no Brasil, os grupos de fãs de Star Wars e Star Trek convivem muito bem, obrigado! Existem as brincadeiras ‘saudáveis’ sobre uma franquia ser melhor que a outra. Mas a maioria tem noção da diferença grande entre um universo e outro, entre seus objetivos e o que elas abrangem. E que em ambas, há uma busca pela “paz na galáxia”. Paz esta que existe entre os fãs. Porque, no final, tudo não passa de “um filme/série” que gostamos muito e nos diverte. Vestimos os trajes de nossos personagens nos eventos e convenções, tiramos fotos juntos e vamos sempre nos divertir. Vamos aproveitar o que temos em comum, que é o amor pela saga (seja qual for) e fazer disso um momento descontraído.



     Comparar séries/filmes/livros/desenhos é algo corriqueiro. Tudo sempre vai ser comparado a algo.
     Cabe a nós, fãs, agirmos com bom senso e respeitarmos acima de tudo, o gosto alheio.

     E como um amigo meu costuma dizer: “Que a Força lhe dê uma Vida Longa e Próspera” "




     Abaixo, seguem os vídeos (originais em inglês).

     Primeiro vídeo de Shatner:


     Carrie Fisher responde:


     Shatner replica:


     Nimoy comenta pelo twitter:
Nimoy fala do penteado da Leia


     George Takei cria a Star Alliance:





Autoria: Lady Vader (Mary)

Fonte: Nós Geeks


2 comentários:

  1. Obrigadão por divulgar! :)
    E vc complementou com umas fotos muito legais dos fãs das duas sagas! :D

    ResponderExcluir
  2. vou lançar um desafio, que é melhor piloto....

    Starbuck do BSG VS Han Solo de Star Wars

    que vence....

    ResponderExcluir

Gostou do post? Agora participe do tema!
Deixe o seu comentário!

Mas leve em conta que:

1 - A administração se reserva ao direito de deletar comentários anônimos, ofensivos, em CAIXA-ALTA, spam e assuntos fora do tema.
2 - Nome e email são obrigatórios.
3 - Os autores deste blog não se responsabilizam por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem as dos autores do blog.